Picuí Festeja 21 Anos com Jantar Beneficente

 


Neste 24 de novembro o Picuí celebra seus 21 anos em Maceió. O restaurante é um dos mais respeitados de Alagoas e reconhecido nacionalmente por sua valorização da gastronomia nordestina. Com o chef e proprietário Wanderson Medeiros à frente da equipe, a casa já recebeu alguns dos mais importantes prêmios brasileiros como a estrela do Guia 4 Rodas e a eleição de Veja Comer & Beber, além de ser constantemente citada na mídia.
 

 

A chef Renata Cruz, que irá fazer duas preparações para o coquetel gourmet do evento

 

Para comemorar o aniversário do restaurante Wanderson Medeiros decidiu realizar um jantar beneficente para 130 convidados. “É muito bom poder festejar o aniversário do Picuí e ainda contribuir com a nossa parcela de responsabilidade social.”, afirma. Toda a renda arrecadada com a venda dos convites será revertida para as instituições Lar Batista Marculina Magalhães e para o Lar Bom Samaritano Pastor Tavares. As entidades vivem de doações e atendem cerca de 50 crianças, adolescentes e idosos carentes em Maceió.

Guga Rocha, que ficou a cargo da sobremesa do Jantar 

 

Para fazer parte do time de apoiadores do evento o chef Wanderson Medeiros convidou cinco jovens chefs que irão participar com ele da elaboração do jantar: Renata Cruz (Amici - SP), Guga Rocha (chef consultor - SP), André Falcão (La Pasta Galleria - PE), Michelle Welcker (chef consultora - AL) e Jonatas Moreira (Akuaba - AL). Cada Chef irá contribuir com seu estilo gastronômico para o enriquecer o menu.

 

O alagoano Jonatas Moreira, que vai apresentar uma de suas preparações com pescado


O tema da festa este ano é AOS 21 ANOS TODOS OS PRAZERES SÃO PERMITIDOS, ESPECIALMENTE OS DA GULA. Seguindo essa ideia Wanderson decidiu decorar a casa com um tema mais picante, lembrando os antigos cabarés do interior do sertão. O público irá aproveitar dois momentos do evento, inicialmente o Coquetel Gourmet acontecerá no salão térreo do restaurante até que o público esteja animado. Aí serão abertas as portas para o salão principal que fica no segundo andar onde os Chefs estarão esperando os convidados para o Jantar.
 

André Falcão, de Pernambuco, que irá fazer um dos principais do jantar

 

O evento tem o apoio e patrocínio da Evvia Bertolini, Frigorífico São Cristóvão, Ducamp, Palato, Brooksfield, Radisson, Luck Receptivo, Vinho Sul, Yaguara Café e S.Mag. Os convites são limitados e estão à venda no próprio Picuí ou pelo telefone (82) 3223 – 8080.

 

Veja abaixo o menu da noite:

 

COQUETEL GOURMET

 

Renata Cruz
SOPA FRIA DE TOMATES, VERDURAS FRESCAS E ESPECIARIAS
CREME SALGADO DE ABACATE E CAMARÕES

Michelle Welcker
CANAPÉ DE FILÉ DE SIRI COM AMÊNDOAS TOSTADAS
TROUXINHA DE ABOBRINHA E FRUTAS SOBRE CREME DE QUEIJO DE CABRA

 

CARDÁPIO JANTAR

 

André Falcão
ESPAGUETE DE PUPUNHA COM CREME DE FUNGHI PORCINI E CAMARÕES EM SAL DEFUMADO

Jonatas Moreira
PEIXE CONFITADO SOBRE PURÊ DE ABÓBORA AROMATIZADO COM RAÍZ FORTE

Wanderson Medeiros
RAGU DE COSTELINHA DE SOL COM POLENTA SERTANEJA

Guga Rocha
MOUSSE DE CHOCOLATE AMARGO COM VELUDO DE BAILEYS E CROCANTE DE BOLO DE ROLO

 

 

ANIVERSÁRIO 21 ANOS PICUÍ

 

DATA: 24/11
HORÁRIO: 19H30
LOCAL: restaurante Picuí - av. da Paz, 1140, Jaraguá, Maceió, AL
COQUETEL GOURMET E JANTAR HARMONIZADOS: R$120 (por pessoa)
RESERVAS: (82) 3223 – 8080   /     www.picui.com.br 
 

Postado em 24/11/2010 às 08:44

Festivais Movimentam Brasília

Coletiva de imprensa no restaurante Bierfass em Brasília para a apresentação dos festivais

 

Em ação conjunta este ano, os festivais Bar em Bar e Sabor Suíno uniram forças e acontecem simultaneamente no período de 04 de novembro a 05 de dezembro em Brasília. Ao todo o público terá sessenta e três bares e restaurantes participando dos festivais.

 

Bolinhos de lagosta e mandioca, do Bierfass servido durante a coletiva de imprensa

 

O Bar em Bar é promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) há quatro anos e acontece no mesmo período em todo o país. O objetivo é promover o setor de alimentação fora de casa e ainda estimular o consumo consciente do álcool nos bares. Em Brasília cada um dos 36 botecos participantes do Bar em Bar irá oferecer um tira-gosto promocional ao preço único de R$15,90. A expectativa da ABRASEL-DF é que durante os festivais o faturamento das casas aumente em 30%. Confira a relação completa dos bares participantes no site barembar.com.br.

 

Marcelo Lopes, presidente do DFSUIN, durante sua apresentação do Sabor Suíno

 

Já o Sabor Suíno está em sua segunda edição, realizado pela Associação dos Criadores de Suínos do Distrito Federal (DFSUIN) e o Sindicato dos Suinocultores do DF (SINDISUINOS). A ideia é que o festival ajude a desmistificar a carne suína no Brasil, ainda muito marginalizada pelo seu passado de produção com pouca higiene e animais com sobre peso. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, atualmente a carne suína é a mais consumida no mundo, é saudável e no Brasil é considerada a mais saborosa por 49% da população.

 

Sérgio Zulato, presidente da Abrasel-DF, atento à explicação de Francisco Abraão, do Ministério da Pesca e Aquicultura, apoiador do Bar em Bar 

 

Em Brasília 43 restaurantes participam do Sabor Suíno oferecendo um prato feito com cortes como prime rib, picanha, filé mignon e alcatra. Os preços irão variar entre R$15,90 / R$24,90 / R$34,90. A expectativa do DFSUIN é que a venda da carne suína aumente mais que 400% durante o festival, superando os números de 2009.

 

Confira abaixo as casas participantes e os pratos oferecidos

 

 

 

Postado em 28/10/2010 às 22:00

Melhor Bolo de Chocolate Agora com Calda e Sorvete

 

O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo cedeu aos pedidos dos clientes e passa a oferecer, para acompanhar o bolo, uma bola de sorvete de creme (R$ 4,50) e uma desejada calda extra de chocolate (R$ 2,50), a própria calda do bolo, feita com chocolate de primeira linha, que vem quentinha sobre o sorvete. 

 

Em Brasília a loja de O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo funciona diariamente das 10h às 22h no Park Shopping. 

Fonte: Anexo Comunicação
Postado em 27/10/2010 às 12:31

Chef Alemão Simon Tress em Brasília

Frango indiano da chef Mara Alcamim, uma das opções para o almoço no Zuu durante a apesentação da Embaixada da Alemanha, nesta terça-feira

 

A Embaixada da Alemanha divulgou hoje em primeira mão a nova turnê gastronômica do chef Simon Tress no Brasil. Na próxima segunda-feira às 20h ele irá cozinhar um menu de cinco etapas que será servido no restaurante Zuu, da chef Mara Alcamim.

 

divulgação

 

Ele irá apresentar um pouco da sua gastronomia contemporânea alemã, que favorece os ingredientes regionais, orgânicos e com mais leveza nas receitas. O chef de apenas 27 anos já coordenou as cozinhas de vários dos melhores hotéis da Alemanha e atualmente é o Embaixador Culinário da Alemanha.

 

Para o cardápio de segunda-feira (01/11), Simon irá servir:

 

divulgação

Diversos de Trutas com Balsâmico e Curry-Aioli ,
Composto de quatro mini porções de : Truta defumada com maçã e raiz forte; Filet de Truta; Tartar de Truta e Manjericão; Toast de Truta

 

divulgação

Strudel de abóbora vermelha japonesa

 

divulgação

Filet de Búfalo com Lentilha dos Alpes
Composto de: Torteline de Lentilha dos Alpes; Blinis de Lentilhas dos Alpes com Riesling (bucho de Búfalo); costas de Búfalo dos Alpes

 

divulgação

 

Enroladinho de Biscuit com Chocolate e Cobertura de Mel, Alecrim e Papoula

 

Tortinhas de Framboesa

 

Depois de Brasília Simon Tress segue seu tour no Brasil passando por Belo Horizonte (02/11), Vitória (03/11) no Suá Restaurante, Blumenau (04/11) no Bistrô do SENAC e Rio de Janeiro (05/11). O Chef não quis cobrar cachê para esta viagem ao Brasil, ele alegou que o carinho pelo país é suficiente.

 

JANTAR COM O CHEF SIMON TRESS EM BRASÍLIA

Data: 01/11/10
Horário: 20h
Local: Zuu (210 Sul, bloco C - loja 38, Asa Sul, Brasília, DF)
Telefone: (61) 3244-1039            www.zuuazdz.com.br

Postado em 26/10/2010 às 23:00

Enólogo Chefe da Viña Maipo em Brasília

 

Max Weinlaub, enólogo-chefe da vinícola chilena Viña Maipo, esteve nesta terça-feira em Brasília apresentando os rótulos Ultra Premium da linha Gran Devoción. (ouça entrevista exclusiva). São três tintos bicepas e um Sauvignon Blanc bem equilibrados, complexos e que estão recebendo ótimas pontuações e críticas.

 

 

Durante palestra no Dom Francisco, na 402 sul, e depois em jantar no Le Jardin, Max explicou um pouco sobre o terroir chileno e especialmente do Valle de Maule, onde são feitos os tintos, e do Valle de Casablanca, onde é feito o S.B. Ele falou também da importância da Sirah como uma cepa de destaque no Chile e nos cortes Gran Devoción.

 

 

A casta foi utilizada para assemblage nos três tintos degustados, um com 75% de Carmenere, outro com 20% de Petite Sirah (um cruzamento de Sirah e Peloursin ) e o terceiro com 85% de Cabernet Sauvignon (WS - 90pts; RP - 86pts). Todos passaram 14 meses em barricas de carvalho francês, com exceção do primeiro que também passou por madeira americana.

 

 

Os destaques na degustação foram o Sauvignon Blanc, extremamente saboroso e aromático, e o corte com Petite Sirah, que gerou um vinho mais leve, fácil de beber e com taninos delicados. Os vinhos da linha Gran Devoción de Viña Maipo custam R$ 68 cada garrafa e podem ser encontradas na loja da Art Du Vin em Brasília (QI3 do Lago Sul). www.artduvinonline.com.br

 

Ouça entrevista completa com o enólogo Max Weinlaub.

Postado em 26/10/2010 às 23:00

Jantar Harmonizado com José Maria Soares Franco

 

 

Aconteceu nesta quarta-feira à noite (20/10) em Brasília jantar harmonizado no restaurante Dom Francisco, na SQS 402, com a presença do renomado enólogo português José Maria Soares Franco (ouça entrevista exclusiva).
 

 

Soares veio apresentar algumas das criações de seu projeto Duorum, de vinhos produzidos na região do Douro e em parceria com outro grande nome português: João Portugal Ramos. Os vinhos estão sendo importados para o Brasil pela Casa Flora e são comercializados em Brasília na Art Du Vin (QI 3 do Lago Sul). 

 


O projeto Duorum é inovador na região e está explorando áreas ainda virgens nos solos do Alto Douro. Os vinhos resultantes têm se destacado, rendido vários prêmios nacionais e boas pontuações dos críticos. Alguns dos primeiros rótulos produzidos na Quinta Castelo Melhor, de Soares Franco, foram degustados durante o jantar em Brasília.
 


O menu no Dom Francisco começou com uma bruschetta de abobrinha gratinada, que foi escoltada pelo branco Vila Santa Reserva 2009, um vinho do Alentejo criado por Portugal Ramos (R$40).

 

 

Enquanto Soares ainda explicava sobre seu projeto foi servido o primeiro prato da noite. Um linguine al dente sobre ragú de Marreco, harmonizado com o Duorum Colheita 2007 (R$ 68), um rótulo que já não se encontra mais em Portugal.

 

 

 

O segundo prato do menu foi um stinco de Javali com arroz negro, acompanhado do Duorum Reserva Vinhas Velhas 2007 (R$ 152), um vinho gastronômico que valorizou muito o prato.

 

 

Servida a mousse de chocolate amargo Lindt, pra fechar a noite um dos orgulhos de Soares Franco, seu Porto Vintage 2007 ( +R$200 n.d.), engarrafado em 2009. Este vinho recebeu 91 pontos do crítico Robert Parker e realmente é uma jóia do Douro. Seu aroma intenso convida a um gole que envolve a boca com taninos que se fazem presentes, acompanhados de um sabor delicado e um final persistente que lembra muito uvas passas.

 

 

O enólogo José Maria Soares Franco ganhou fama em Portugal por ser responsável pelo ícone Barca Velha durante 28 anos. Em 2007, quando decidiu embarcar em seu próprio negócio, carregou consigo toda sua experiência para aplicar no projeto Duorum.


Ouça entrevista exclusiva com José Maria Soares Franco

Postado em 21/10/2010 às 13:06

Programação Festival Gastronômico de Pernambuco

 

Fonte: Parlato Agência de Comunicação Integrada
Postado em 21/10/2010 às 09:16

Luis Pato celebra com Ivo Faria os 30 anos de seu primeiro vinho

Gladstone Campos/RealPhotos
Costelinha de porco em crosta de molho de canjiquinha e purê de baroa com pepino, do chef Ivo Faria para o jantar 

 


O enólogo e produtor português Luís Pato festejou nesta última sexta-feira, 1º de outubro, os 30 anos de seu primeiro vinho: um tinto produzido com a variedade Baga. O rótulo em pouco tempo conquistou o título de “melhor vinho da Bairrada” em Londres. “Foi este vinho que me colocou no mundo dos grandes vinhos portugueses”, festeja Pato. O enólogo levou 28 convidados para um almoço exclusivo preparado por três chefs: um do Canadá, outro da cidade do Porto e o brasileiro Ivo Faria.

 

“Ivo Faria foi o responsável por um dos melhores almoços que já se realizou aqui”, testemunhou o chef Luís Américo, do restaurante Mesa, da cidade do Porto. “Sua cozinha é altamente técnica, com raízes da cozinha tradicional mineira”, disse. Luís Pato, por sua vez, também não poupou elogios ao chef mineiro.

 

Gladstone Campos/Real Photos
Luis Pato, Naiara e Ivo Faria momentos antes do jantar especial

 

Ivo Faria serviu como primeiro prato vieiras com espaguete de pupunha ao molho de mexerica e crocante de café de caju. Mas o destaque foi a costelinha de porco em crosta de molho de canjiquinha e purê de baroa com pepino (foto). “Fui meio atrevido em preparar este prato exatamente na terra onde mais se come porco em Portugal”, confessa Ivo. Mas o prato devia realmente estar à altura do vinho escolhido para a harmonização: nada menos que a primeira safra de um Luís Pato, com três décadas de envelhecimento.

Fonte: Palavra Comunicação

 

Postado em 08/10/2010 às 17:06

Fora da Sala de Aula


Ainda repercutindo o Brasília Gourmet 2010, realizado pelo jornal Correio Braziliense, que aconteceu no último final de semana de 01 a 03 e outubro. (veja mais em posts recentes) Além das atividades pagas na Estação Gourmet e na sala de workshops, o público também teve acesso gratuito a uma feira enogastronômica.
 


Nos estandes era possível encontrar desde utensílios de cozinha, ingredientes gourmet, livros, vinhos, congelados, carnes de caça e produtos da roça. Destaque para os espaços do Empório La Palma, da Art Du Vin, Kaza Chique, o Café da @AliceBrasserie e a Mercearia Paraopeba.


A Mercearia Paraopeba, que fica em Itabirito, interior de Minas, tem uma história muito interessante de sobrevivência comercial e altíssimo grau de responsabilidade social. Veja o vídeo para se inspirar:


No estande da La Palma, Rogério Muniz resolveu apresentar para o chef @WilliamChenYen seu mais novo produto e ainda inédito em Brasília: o alho negro. O processo de fabricação acontece em São Paulo pelas mãos de Marisa Ono, que conheceu o ingrediente através do chef Carlos Bertolazzi.
 


O produto inicialmente importado do Japão foi recriado por tentativas e erros de Marisa. Ela conseguiu um ingrediente final que já rendeu elogios pessoais de Alex Atala. Saiba mais sobre o ingrediente www.marisaono.com/alho_negro .
 


O alho negro passa por um processo de defumação por cerca de 30 dias. O resultado é uma cabeça de alho bem escura e murcha, por dentro os dentes estão negros e macios. O sabor lembra ameixas, um agridoce balsâmico e um final levemente picante, um sabor extremamente peculiar e único. O preço do pacote com 200g de Alho Negro no La Palma é de R$39.
 


As crianças também aproveitaram do evento. Os Chefs se revezaram em aulas animadas com a garotada, que aprendeu a fazer receitas para panquecas, sucos, pães e até wraps. Um investimento dos pais em mostrar que a cozinha é uma das partes mais importantes da casa e é preciso saber usá-la desde pequeno.
 


Quem participou do Brasília Gourmet 2010 comeu bem, aprendeu muito e conheceu mais ainda, na só nas aulas como também nos espaços de convivência. Uma vitória para um evento como este, muito bem organizado e executado.
 


Unir a gastronomia prática, de degustações, a aulas teóricas, de aprendizado, fortaleceram a aprovação do público ao evento e também da mídia presente. A expectativa agora é para a terceira edição do BG 2010, que será no ano que vem.

Postado em 06/10/2010 às 23:53

Concurso Novos Talentos Brasília Gourmet 2010

 

O terceiro e último dia do Brasília Gourmet 2010 terminou com a edição final do Concurso Novos Talentos, realizado pelo jornal Correio Braziliense, que elegeu na sexta e sábado respectivamente melhor ENTRADA e melhor PRINCIPAL. Três finalistas foram previamente escolhidos para apresentar ao vivo no domingo suas receitas de SOBREMESA.
 


Uma comissão julgadora, para a qual fui convidado, acompanhou de perto a execução dos pratos onde cada participante teve 50 minutos para trabalhar. Os jurados ainda conversaram com os cozinheiros, tiraram dúvidas e avaliaram os concorrentes.


De acordo com o regulamento do Concurso, os participantes deveriam criar uma receita “que obrigatoriamente deverá conter pelo menos os seguintes ingredientes: jabuticaba ou cajuzinho do cerrado, castanha do cerrado (exemplo: baru, castanha do licori ou castanha do pequi) e até oito ingredientes preferencialmente produzidos ou originários do cerrado, utilizando técnica francesa”.
 


O corpo de jurados, formado por jornalistas, chefs e empresários avaliou as preparações em 4 quesitos: Originalidade (20 pontos); Combinação de ingredientes (30 pontos); Organização e limpeza (10 pontos); Harmonia dos sabores (40 pontos).
 


O terceiro lugar no Curso foi Tainá Bacellar Zanetti, que fez a Torta Las Veredas do Cerrado. Formada pelo IESB e com alguns cursos de especialização na bagagem, a jovem ressaltou seu trabalho na preservação e divulgação dos ingredientes do cerrado através de ONGS e Projetos Sociais.
 


A sobremesa de Tainá foi uma torta com massa de rocambole recheada com geleia de cajuzinho, doce de buriti e castanhas de baru trituradas. Apesar da apresentação bonita a torta estava pouco apetitosa, e os ingredientes não ficaram bem definidos no paladar.
 

A segunda colocação foi para Maylla Ribeiro Cardoso, estudante do curso de gastronomia da Unieuro. Ela preparou um Suflê de Jabuticaba ao Brie e Farofinha de Baru. O tempo curto na hora do preparo não ajudou muito Maylla e os suflês saíram levemente queimados do forno e pouco aerados por dentro.
 


Ainda assim a farofinha de baru estava bem crocante e saborosa, assim como a geleia de jabuticaba, apesar da fruta não ajudar muito nesse tipo de preparação.
 


O vencedor do Concurso foi Francisco Natanael da Silva, estudante de gastronomia da Unieuro e filho de doceira. Ele preparou o Trio Cerrado “Quente, Seco e Gelado”: com hidrogênio, um sorvete de pequi em conserva, acompanhado de geleia de jabuticaba e tuille de castanha de baru.
 


Apesar da geleia ter ficado muito doce, o sorvete ficou harmonioso em nariz e em boca. A potência do fruto foi preservada, levemente quebrada pelo açúcar da preparação e o crocante do baru.
 

Meu conselho final da hora do veredito para os concorrentes: Escutem a Roberta Sudbrack (que ministrou aula no dia anterior no Brasília Gourmet 2010) e reflitam antes de cozinhar, para depois conseguir valorizar seu ingrediente! Todas as preparações tinham falhas graves no quesito harmonia de sabores, e antes de tudo, a comida tem que ser gostosa. Parabéns aos participantes pela força e coragem de se apresentar para o público e os jurados! A pressão foi grande neles.

Postado em 03/10/2010 às 23:03

News Gastrô

Navegue pelo nosso arquivo de edições

Preencha para se cadastrar:

  • Sou profissional da imprensa